Peixes da Amazônia anunciada pelo governo como redenção econômica aparenta que pode quebrar

Ocorre que os problemas da empresa não acabou com a paz selada com o município de Senador Guiomard. (Foto de arquivo)

A empresa Peixes da Amazônia, investimento realizado pelo Governo e Empresários, anunciada como a redenção econômica do baixo Acre, há tempo vem demonstrando fragilidade e que pode quebrar.

Um dos primeiros problemas foi levantado pela Prefeitura de Senador Guiomard, que informou que a sociedade de economia mista devia absurdos ao município. Na época o Prefeito afirmou ao Ac24horas, o administrador Fábio Vaz chegou a desmentir, logo uma reunião entre André Maia e Vaz selou um acordo de paz.

Ocorre que os problemas da empresa não acabou com a paz selada com o município de Senador Guiomard. Logo o Ministério da Agricultura, atuou a empresa e apreendeu produtos que apresentavam salmonelas.

O noticiário mais recente informa que uma execução judicial determina o pagamento de mais de 3 milhões de reais. Assegurou Ray Melo em sua coluna: “A Peixes da Amazônia virou história de pescador daquelas que ninguém acredita mais”.

A dúvida da população suscitada nas inúmeras rodas de conversas políticas é como o governo do estado procederá para salvar o possível projeto inviável, que se alia à Zona de Processamento e Exportação.

Peixes da Amazônia poderá ser lacrada esta semana por dívidas com o Quinari