População desmente tentativa de salvação do Quinari por André Maia

Se não bastasse responder inúmeras acusações, parece que o Prefeito André Maia voltou inspirado em contar estórias para a população do Quinari, porém em época de rede social, o próprio povo é quem se levanta contra as barbeiragens de veículos de comunicação pagos e a serviços estranhos ao jornalismo.

Uma reportagem na qual assegurava que o Quinari ficou abandonado durante 8 (oito) meses da gestão de Gilson da Funerária, saiu pela culatra na rede de internet e uma internauta, sem ligações políticas com nenhum dos grupos desmentiu as matérias plantadas. Tauana Rodrigues assinalou da seguinte forma:

“Me desculpa gente, eu nem gosto de comentar nada de política, mas o que é de verdade a gente tem que falar né, porque essa cidade só estava ficando mais organizada depois que o Gilson assumiu essa prefeitura, porque até então essas ruas eram todos cheias de lixo, moradores viviam reclamando aqui mesmo no Facebook, não foi um nem dois moradores não, era vários….Depois que Gilson assumiu a prefeitura não vi mais reclamações, e nossa Avenida era sempre limpinha, ele colocou até umas decorações que um meliante veio e arrancou alguns das decorações…Lembram??? Me perdoe,mas abandonada a cidade não estava, em 8 meses de gestão ele fez mais que o André Maia que ficou mais de 1 ano…E só pra lembrar que não tinha ninguém da minha família trabalhando para o S° Gilson não viu, então não sou puxa saco….Pronto, Falei…”

Na verdade a população do Quinari conhece bem essa estratégia política de tentar desconstruir o trabalho de sucessores ou sucedidos, a saber que em 2017 foi afirmado que não havia suficientes recursos para pagamento de servidores, logo em seguida o próprio Tribunal de Contas desmentiu André Maia e lhe aplicou multas. Na época ele queria afirmar que James Gomes não havia deixado recursos para pagamento dos servidores. A verdade veio à tona após um pedido de auditoria do vereador Fabricio Lima.