Planos de um Novo de esperança…!

Devemos entender que o passado não pode ser fonte de confiança e nem de condenação.

Nicomedes Nunes de Souza
Pastor Batista
Psicólogo clínico
CRP-20/07314
Pós-graduando em Neuropsicologia

As festividades de final de ano estão chegando e já vão passar. Muitos ainda estarão saindo de férias, mas aos poucos a vida irá retornar à sua rotina. Certamente que uma grande maioria das pessoas farão um balanço dessa etapa de vida que está chegando ao seu final, e com um olhar para frente, enfrentarão a realidade do dia a dia, com suas lutas, dores, sofrimentos e desafios. Outros não farão, pois continuarão amarrados num passado amargo de dor e de culpa, mas acredito que todos querem uma nova fase de vida melhor. Devemos entender que o passado não pode ser fonte de confiança e nem de condenação.

Creio que na sua Graça, Deus dividiu a nossa vida em dias e anos com um objetivo: “que pudéssemos abrir mão dos nossos “ontens” e prelibar os nossos amanhãs. Para os erros passados, Ele nos oferece o perdão e a habilidade de olvidar, ou seja, não trazer à lembrança! Diz Mark Baker, no livro, “Como Deus cura a dor” – O luto que tivemos de passar: a tristeza da perda, porém, apesar desse luto nos fazer sofrer muito, é importante encará-lo como um processo saudável de encerramento de uma parte da nossa vida que acabou definitivamente”. O luto não é uma depressão, mas dependendo como você enfrenta, poderá leva-lo a esse transtorno. O luto definido como sendo “a tristeza de dizer adeus” desencadeia sentimentos de negação, de raiva, de aceitação, e até mesmo depressão, etc., mas abre espaço no coração para um novo amor.

Para nossos amanhãs, Deus oferece a dádiva da expectativa e da emoção. Por meio do profeta Jeremias, Deus diz ao seu povo (Israel), que sofria no exilio babilônico: “Conheço os planos que tenho para vocês… planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro” (Jr 29.11). Isto se aplica a qualquer pessoa que se encontra distante de Deus, sem esperança, sem futuro. Deus tem bons planos para cada um de nós, para o novo que se aproxima – para nosso crescimento pessoal e um futuro com esperança. A esperança possibilita uma qualidade de vida imprescindível, liberta-nos para ousar, dá-nos confiança para as frustrações diárias e a coragem para viver a vida vitoriosamente.

A esperança autêntica vem de Cristo, por causa do que ele fez por nós na cruz e continua fazendo diariamente em nosso favor. Este “novo” que se aproxima que é chamado de ano, mas pode ser dias, horas, minutos, poderá ser o melhor para quem colocar sua vida nas mãos de Cristo, viver por ele e para ele. Deus tem os melhores propósitos para seus filhos. Sim, se depender de Deus, este novo que se aproxima será o melhor momento de sua vida até agora, mesmo com lutas e adversidades; pois estar bem não significa ausência de problemas, mas saber como enfrenta-los. Conte com Deus e tenha um Novo cheio de Sua graça salvadora.