Peixes da Amazônia, empresa do futuro fica em baixo da água

Empresa vista como redenção de economia para o baixo Acre tem suas terras alagadas nesse período.

O Rio Iquiri que nasce na Bolívia e corta os municípios de Capixaba, Senador Guiomard e Rio Branco transbordou atingindo 10 famílias que vivem as margens da BR 364 a cerca de 42km de Rio Branco. A enchente atingiu também os tanques de criação de peixes da empresa Peixes da Amazônia. Os prejuízos ainda não foram levantados, mas redes para conter a perda dos alevinos foram colocadas na área de criação.

O diretor presidente da empresa Peixes da Amazônia, Fábio Vaz, disse que 30% dos tanques com matrizes de peixes foram atingidos. “Já pedimos para a Defesa Civil nos informar sobre a situação da elevação do nível do rio Iquiri. Colocamos redes a tempo para conter que mais matrizes acabassem sendo afetadas pela enchente”, explicou Vaz.

Quase toda a área que funciona o complexo se encontra inundada. Vaz diz que os prédios ficam em área mais alta por isso não foram atingidos. Com Iquiri super cheio não permite fluxo dos canais paralelos da BR 364 escoar a água. Pessoal da Defesa Civil deve saber dos índices pluviométrico, mas foi muita chuva em 24 horas”, acrescenta Fábio.

Segundo o coronel Batista da Defesa Civil do Estado, famílias da região do rio Iquiri pediram ajuda do Corpo de Bombeiros e uma equipe foi deslocada para prestar a atenção necessária.

Do Site Ac24horas