Empresa envolvida em esquema fraudulento de licitações no Quinari reconhece o erro e deseja devolver valores

Empresa envolvida em sobrepreço de medicamento que culminou com a prisão de André Maia quer devolver mais de 200.000.00,00 ao município do Quinari 

A empresa Marka Comércio que também foi denunciada e teve bens bloqueados pelo desembargador Laudivon Nogueira do Tribunal de Justiça do Acre -TJAC, quer devolver mais de 200.000,00 (duzentos mil reais) ao município de Senador Guiomard.

O documento no qual a empresa reconhece os erros e atesta a existência de crime praticado pelo prefeito Municipal e seus secretários foi protocolado em dezembro no Gabinete do ex-prefeito Judson Costa que renunciou ao mandato.

Marka Comércio teve licitações suspensas pelo Tribunal de Contas do Acre. No caso da Prefeitura do Quinari, a empresa teve bens bloqueados e dinheiro apreendido.

Documento foi enviado em dezembro após operação da Polícia Federal.

O prefeito Gilson Pessoa (Progressistas) determinou que a procuradoria jurídica adote as medidas inerentes à devolução dos valores aos cofres municipais, fatos estes que no entender do advogado José Everaldo Gomes atestam o procedimento fraudulento denunciado pela Polícia Federal.