Faltam 11 dias

Faltam 11 dias para o primeiro turno das eleições 2018. A essa altura do campeonato, como bem escreve o Luiz Carlos Moreira Jorge, já se sabe quem decolou e não decolou para o governo.

Frente Popular

A vereadora Cláudia Lima (PT), caso a Frente Popular perda o governo tem passe livre para se filiar em algum partido da oposição. A vereadora diz que isso não passa pela cabeça dela. Agora é um bom nome.

O acórdão do TCE/AC é um título executivo extrajudicial, onde a Câmara, através de seus dirigentes, sobre pena de prevaricarem precisarão adotar as providências jurídicas.

Enrola muita gente

Caso a mesa Diretora da Câmara busque os valores que forem julgados como pagos irregulares como verba indenizatória no ano de 2010 pelo ex-presidente, não enrolam apenas o Adão sozinho e sim outros.

Campanha fraca

Nenhum candidato a deputado estadual ou federal arrochou a campanha no Quinari. Todo mundo fez um campanha silenciosa para deixar para gastar dinheiro na reta final. Quem viver verá…

Choro para o senado

O choro na Frente Popular para o senado é livre. Mais é claro que o senador Jorge Viana não vai querer perder sua vaga. Há pessoas na torcida que este e outro desçam rumo a manacapuru.

Ficou quieto

As manifestações do Prefeito André Maia (PSD) sobre o pleito em curso foram poucas. André disse que esta fazendo gestão e não política. Questionado sobre o seu coração, ele disse-me: “Vou cuidar do município”.

Relação conjugal

Novamente as relações conjugais voltam à tona na política do Quinari. Há uma historinha interessante que envolve alguns educadores, uma igreja, um técnico, um cheque e um pastor. Parece-me que a casa pode cair a qualquer momento. Quando a santidade é demais, o diabo desconfia. Diz o ditado.

Apostas lançadas

Apostas casadas sobre quem será o candidato a deputado estadual mais votado das eleições 2018 no Quinari. Jairo Carvalho (PSD), Branca Menezes (PSDB), Buiu do Grupo (PTC), Aurélio da Farmácia (PDT), Zé Carlos (PMB) e Tampinha Bittar (SD). Quem aposta em quem?