Famílias protestam por agilidade em investigações de mortes e mais segurança no Quinari

Depois dessas mortes o mistério e o clima de insegurança tomou conta.

O centro do município de Senador Guiomard ficou movimentado na manhã desta quarta-feira, 10, com um protesto dos familiares de Junior Lemos e Sergio Humberto, assassinados no Último mês.

No primeiro caso a vitima saia de um culto no bairro Fazendinha quando recebeu pelo menos 4 tiros que ceifaram a vida. O crime chocou a população que inclusive vem ajudando a policia nas investigações.

O segundo caso tem um mistério a mais. Junior Lemos segundo consta foi atraído ate o ramal Guarani, conhecido como do Sinteac, quando recebeu inúmeros tiros dentro do próprio carro.

Depois dessas mortes o mistério e o clima de insegurança tomou conta. Passados alguns dias a Secretaria de Segurança Publica mandou remanejar o delegado que cuidava das investigações para atuar na capital.

Os inquéritos policiais ficaram em aberto. O delegado Marcos Cabral que atuava em Acrelândia assumiu a delegacia do município com investigações em curso e quando foi chamado para fazer uma fala no protesto que acontecia em frente a delegacia informou que estava trabalhando nos casos e que em breve apresentaria as respostas.

O chefe de policia informou ainda que não daria mais detalhes para não atrapalhar as investigações, mais tão logo concluísse os trabalhos apresentaria uma resposta.

O chefe de policia informou ainda que não daria mais detalhes para nao atrapalhar as investigações, mais tão logo concluísse os trabalhos apresentaria uma resposta para a sociedade.