Um brincalhão: Depois de votar contra o prefeito, pastor Uchoa diz que não votou contra o chefe

É a segunda vez que o líder do prefeito André Maia (PSD) tenta mudar a história dos seus comportamentos políticos na Câmara Municipal, ao dizer que não votou contra o prefeito” na matéria que trata da posse imediata do vice-prefeito na vacância do cargo.

Agora querendo ser professor de direito, ele diz que a matéria não tem validade e que é nula, enquanto nos bastidores se sabe das insatisfações do mesmo, pois, a cada diz almeja abocanhar mais espaços de poder.

O comportamento político do vereador não encontra respaldo na ética política, tão pouco, na jurídica, pois seus inúmeros eleitores esperavam dele uma postura sensata e coerente.

Ocorre que atual mesa diretora transmite ao vivo as sessões, grava os áudios das mesmas e ainda faz o registro das imagens do plenário, o que vem a colaborar com o desmantelo das falas incoerentes do pastor que patina em sua pífia atuação parlamentar.