Connect with us

Cotidiano

Quinari disponibiliza teste de Covid-19 à população, consoante aporte financeiro federal

Published

on

Com quase 300 casos de Covid-19 confirmados, a cidade de Senador Guiomard, interior do Acre, começou a realizar exames de sorologia nos moradores para acompanhar a situação. Os testes são feitos na Academia de Saúde Intermediária e outros três pontos itinerantes são utilizados para atender a população. A ação atraiu também moradores de outras cidades para fazer o exame.

A aposentada Conceição Benicío saiu de Rio Branco para fazer o exame no município. Ela soube da iniciativa pela TV. “Vi na televisão que estava tendo esse atendimento do controle do coronavírus. Vim porque é bem mais fácil o acesso. E é uma forma de cuidado com toda a família”, avalia.

Na primeira fase, foram disponibilizados mais de três mil testes para os moradores. Os pacientes que testarem positivo para a doença passam a ser acompanhados pela Secretaria Municipal de Saúde e recebem todo tratamento.

O exame é capaz de identificar os níveis de anticorpos no sangue, que vai dizer se a pessoa já teve contato com o vírus e o sistema imunológico produziu anticorpos para a doença.

A cidade de Senador Guiomard já registrou seis mortes pela Covid-19. Há 24 casos em análise no município e 18 pessoas já se recuperaram da doença.

“Sabemos que o exame sorológico é muito mais específico e melhores para a Covid. Pega três fases do exame: se a pessoa teve contato com o vírus, se está na fase aguda ou se já teve contato e está curada. Agora é identificar os casos positivos e a Vigilância está acompanhado para que essas pessoas não estejam, sem querer ou por falta de informação do exame, estarem espalhando o vírus para outras pessoas”, explicou o prefeito André Maia.

O diagnóstico da cidade é feito a partir dos resultados dos exames. O médico Juscelino Santos lembrou que o diagnóstico precoce ajuda muito para o tratamento e cura da doença.

“Pelos sintomas relatados pelo paciente, o médico identifica e já inicia o tratamento, como manda o protocolo estadual e o mais recente do Ministério da Saúde”, destacou.

O motorista Paulo Amaro aproveitou para fazer o exame e saber se já foi infectado pelo novo coronavírus. “Isso é muito importante para nós porque todos temos dúvidas. Temos contado com várias pessoas no dia a dia, você não sabe onde vai encontrar o vírus”, frisou.

A dona de casa Maria Cirlene sente dor de cabeça, na garganta e febre há sete dias. Com alguns dos sintomas, Maria foi até uma unidade de saúde fazer o teste. “Tenho falta do paladar e olfato e calafrio também. Essa é oportunidade para saber e não ter contato com mais ninguém”, concluiu.

Adaptada do G1 Acre

Por Aline Vieira, Jornal do Acre 2ª Edição — Rio Branco

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *