Procurador de Justiça usa texto bíblico ao denunciar André Maia e outros

O procurador Álvaro Luiz Araújo Pereira do Ministério Público do Acre ao denunciar o prefeito preso André Maia usou um texto bíblico logo no início de sua longa peça acusatória. 

O texto se encontra no livro de Lucas, no capítulo 8, versículo 17. O texto em comento afirma que não há nada oculto que não venha a ser revelado, sendo bastante explanado no meio cristão.

As referências do procurador estariam associadas ao farto acervo probatório colecionado e juntando no processo pela Polícia Federal e pelo próprio Ministério Público.

André Maia e outros se encontram presos e já tiveram pedidos de liberdade negados no Superior Tribunal de Justiça desde o dia 13 de dezembro de 2018.