Prefeito André Maia quer vetar projeto que obriga plantão de drogarias

Autoria do Projeto é do vereador Fabricio Lima. Prefeito diz que elaborar planilha no word traria prejuízos ao Quinari.

Veto poderá ser avaliado pelo plenário da Câmara dos Vereadores.

Por birra ou por falta de vontade de ver sua população bem? Assim tem classificado a oposição, o veto do Prefeito André Maia, a uma projeto de Lei de Autoria do vereador Fabricio Lima que obrigaria pelo menos uma drogaria de Senador Guiomard a manter plantões durante a noite.

Prefeito André Maia (PSD).

Por vezes moradores não tem acesso ao atual plantão que prevê que as farmácias devem funcionar até as 22h. No caso da Proposta do vereador, a farmácia de plantão ficaria aberta durante toda a noite, consoante plantão preestabelecido.

Vereador Fabricio Lima – PSDB.

Maia argumenta em seu veto que o projeto traria gastos. Em outras palavras, a elaboração de uma planilha no word é vista como gasto pelo gestor acusado de esquema de corrupção na Prefeitura Municipal. Ele ainda aduz que a Câmara estaria usurpando a “competência do prefeito”.

O veto poderá ser submetido ao plenário nos próximos dias. “É um projeto que parte da necessidade da comunidade. Qual gasto traria à Prefeitura? A vigilância já existe, a previsão do Código de Postura é até as 22h, e nós queremos manter o plantão, apenas ampliando, qual o problema? Com isso prejudica o povo”, finaliza o vereador Fabricio Lima.