Poder Judiciário no Quinari realiza audiência na casa das partes acamadas

As audiências tratam de interdição, doação de medicamentos, aposentadoria, dentre outros.

Juiz de Senador Guiomard inova no atendimento ao público e visita acamados para tomar decisões. 

O Juiz Titular da Vara Cível da Comarca de Senador Guiomard não aceita deixar as pessoas esperando pela tutela jurisdicional, reconhecendo assim as inúmeras dificuldades daqueles que mais precisam.

O município de Senador Guiomard como todas as cidades acreanas dispõe de grande número de acamados tendo a maior extensão rural da regional do baixo Acre. Posto os desafios, o Poder Judiciário cumpre sua função social de pacificar, confirmar e distribuir direitos.

Logo pela manhã da terça-feira (04) Juiz, Promotora, Defensor Público, Diretor de Secretaria e o Segurança organizam o roteiro de audiências de acamados. Ao todo  foram  05 audiências nos últimos dias.

No final da audiência uma das partes se levantou e acenou para as autoridades.

As audiências tratam de interdição, doação de medicamentos, aposentadoria, dentre outros. “Isso que realizamos aqui já foi uma audiência de curatela, eu entendo que a justiça não é para ficar nas quatro paredes”, explica Afonso Braña Muniz.

Em um dos casos acompanhado pela reportagem, uma das partes estava acamada, a filha exerce a curatela de modo precário e as autoridades precisavam ouvir as partes para emissão da decisão final sobre o caso.

A parte não falava, apenas acenava com os olhos, também não ouvia, entendia pela leitura labial. Juiz e Promotora, fizerem perguntas, Defensor público também e ao final optaram pela emissão do termo de curatela.

A representante do Ministério Público Dra Eliane Misae observou que faltava acompanhamento em fisioterapia e a entrega de medicamentos. Logo anunciou que oficiaria o município para providências.

Fotos e texto Gilberto Moura – Especial para o Portal Quinari