É na democracia que estamos e nela devemos ficar

Sobre essa semana. É preciso sempre olhar pelo retrovisor antes de avançar. Após o Supremo negar pedido do Ex-presidente Lula, muitos comemoraram, outros passaram a ir contra a justiça. Devemos reconhecer o papel que os governos de centro e esquerda tiveram no Brasil. Houveram avanços e Lula tem história de liderança e serviços prestados.

Agora nós estamos na Democracia. Somente na democracia poderemos ter agentes públicos denunciados, respondendo investigações e no final havendo culpa, haverá a condenação. Então pelo que se sabe houve um processo legal, no caso do ex-presidente. Inclusive com recursos que estão sendo analisados.

Eu não concordo com a prisão em segunda instância por juízo próprio, porém respeito aqueles que defendem. Nunca concordei com a justiça própria do Partido dos Trabalhadores – PT, e hoje para que a nossa nação siga sendo respeitada, defendo que a Polícia prenda o Lula e aqueles que tentarem atrapalhar a atividade policial.

Agora para quem defende a volta da ditadura, que vota em candidato “mito”, lembro que tudo que acontece hoje é graças a nossa Democracia. E em uma possível ditadura, o movimento “lei e ordem” defendido por alguns, serve para todos. A nossa oração deve sempre ser no sentido de que a “imbecilidade” não nos envolva e como escreveu o profeta Tiago, o nosso pedido diário para entender todos os momentos deve ser de “sabedoria”.

*Gilberto Moura