Denunciante Jalison Almeida ganha prêmio do Presidente da Câmara com nomeação para cargo superior a R$ 3.000,00

Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço. Esse é um dos ditados populares mais antigos da região, e se amolda perfeitamente ao comportamento do servidor público municipal cedido para Justiça Eleitoral Jarlison Almeida de Holanda.

Jarlison Almeida de Holanda figurou nos últimos dias como protagonista das inúmeras denúncias em face do Prefeito Gilson da Funerária, em que pese ter tido cargo na gestão do Progressista e logo ter sido exonerado.

Dito isso, a verdade começa a aparecer. Profundamente chateado por não compor mais o Governo Municipal, Jarlison Almeida se juntou com os oposicionistas de Gilson, aqueles vereadores denunciados acusados de venderem os votos na Câmara.

O denunciante beneficiado com o prêmio e a nomeada, sua esposa/convivente.

Jarlison foi autor de um requerimento para abrir uma CPI em face do Prefeito Municipal. Na época o carnaval foi grande. O Prefeito através da PROJURI municipal foi à justiça e teve segurança concedida face as denúncias do requerente, conhecido pelas suas práticas.

Atualmente, Jarlison que foi eleito para o Conselho Municipal da Merenda escolar protocola inúmeros requerimentos na Prefeitura, todos sobre o exercício de 2017 e 2018, quando este ocupou as funções e de certo modo, participou de todos os atos.

Uma portaria foi publicada no mural da Câmara, na qual a esposa/convivente de Almeida, como se denota do facebook, fora nomeada para cargo de confiança com salário superior a R$ 3.000,00 (três mil reais) na Câmara, através de ato do Presidente denunciado pastor Uchoa (PSD). Internautas afirmam que tudo é um prêmio pelas denúncias de Jarlison.