Contas de 2013 de James Gomes são arquivadas após maioria votar favorável

A mesa levou a matéria para o plenário decidir, uma vez que segundo consta o parecer não havia alcançado a quantidade de votos necessários para a rejeição, ou seja dois terços.

Uma questão de ordem levantada pelo vice-presidente Uchoa levou ao plenário do legislativo mirim novamente, as contas referente ao exercício de 2013 do então prefeito James Gomes.

O vereador Gilson da Funerária, entendendo que a matéria cabia uma nova análise dos vereadores colocou sobre votação o parecer do Tribunal de Contas que reprovava as contas daquele ano.

A decisão da vereadora Idalete Holanda, Francisca Macedo, Cleilton Nogueira, James Queiroz e Magildo Lima foi no sentido de deixar as contas do ex-gestor como se encontrava.

A mesa levou a matéria para o plenário decidir, uma vez que segundo consta o parecer não havia alcançado a quantidade de votos necessários para a rejeição, ou seja dois terços. Ocorre que o parecer para ser rejeitado precisa de dois 8 votos contra o Tribunal de Costa do Estado do Acre, no entanto, não foi possível.