Cleilton e Uchôa dizem que juiz errou ao suspender licitação da limpeza

Os vereadores Cleilton Nogueira (PR)  e Pastor Uchôa (PSD) usaram da tribuna da Câmara Municipal nesta terça-feira (17) para fazer críticas ao trabalho do poder judiciário, especificamente ao Juiz Clóvis de Souza Loudi.

O magistrado viu erro mediante recurso impetrado pela segunda colocada do processo licitatório da coleta do lixo da cidade. Na peça assegurou o Juiz que o Secretário de Licitações, alterou as planilhas referente ao pagamento de auxiliar de serviços gerais, e posteriormente a Procuradoria Jurídica em despacho reafirmou o equívoco.

Para os parlamentares, o Juiz cometeu um erro grave, segundo eles impedindo a limpeza pública. Com isso, os dois vereadores da base aliada procuraram isentar a gestão municipal e culpar o magistrado que decidiu mediante as provas do processo.

Cleilton e Pastor Uchoa como vereadores não falaram de uma estratégia para compensar esses dias de suspensão da licitação. Relataram que a Prefeitura apresentou agravo de instrumentos.