André Maia, Dinha Carvalho, João Carvalho, Nazinha Carvalho, Sandra Carvalho e Maurício viram réus em ação de improbidade

O Juiz Titular da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Senador Guiomard Afonso Braña Muniz recebeu em desfavor de André Maia, Dinha Carvalho, João Carvalho, Sandra Carvalho,  Nazinha Carvalho e Maurício ação de improbidade administrativa.

Agora os denunciados viraram réus no processo no qual tem como principal acusação a nomeação da família para compor a gestão municipal de Senador Guiomard, onde o Ministério Público os acusam de conluio, dano ao erário e simulação de exoneração de Dinha para permanecer gerindo a Secretaria Municipal de Saúde.

A ação foi protocolada pela promotora de justiça Eliane Misae. Em busca de tutela de urgência pela exoneração, na época dos fatos ela esqueceu de incluir André Maia, então prefeito no polo passivo da ação. O Desembargador Júnior Alberto Ribeiro mandou inserir o prefeito, tendo sido feita a regularização processual pelo promotor Walter Texeira.

Essa é a terceira ação que André Maia passa a responder em dois anos como prefeito. Dinha era tida como sua principal secretária, tendo amplos poderes de ordenamento de despesas.